domingo, 28 de fevereiro de 2010

A pressa é inimiga da perfeição...




Hoje estou aqui pra falar de trabalho, de como devemos lidar com nossas responsabilidades.
Marquei uma foto para fazer nessa segunda-feira na parte da manhã, no domingo a noite deixei tudo preparado, era só sair pro estúdio bem cedinho, montar a luz e fazer a foto, uma foto simples, que tinha tudo para ficar bem feita. Não ficou...
Acordei na segunda-feira passando mal, deve ter sido algo que comi ou bebi no churrasco do domingo. Quem sabe?
Liguei pro cliente para desmarcar a foto e ele me disse que tinha pressa em ter o produto em mãos, cedi. Peguei minha máquina e meu tripé e me encaminhei para o trabalho, ainda grogue.
Resumindo a história, errei a foto, não verifiquei em que ISO estava a máquina e usei uma iluminação diferente do que o produto pedia. A foto ficou granulada e cheia de sombras. Na terça-feira fiquei o dia todo no computador tentando refazer a foto no Photoshop, pode? Com o Noise Ninja tentei tirar a granulação, até que deu certo, mas nada como a foto original "clean", sem precisar de tratamento pesado.
O meu ponto de vista aqui é o seguinte: Se você acha que por algum motivo não está em condições para realizar um trabalho, não faça ou terá trabalho redobrado... Depois de quase 14 horas trabalhando eu desisti, liguei pro cliente e pedi novamente o produto para refazer o serviço. Algumas horas depois, a foto estava pronta na caixa postal dele, quase sem retoques.
Devemos saber nossos limites, ninguém tem a obrigação de saber que não estamos bem...
Portanto me desculpo aqui publicamente por não ter sido firme, por dizer que dava pra fazer o serviço quando não dava.
Lição aprendida, foto feita.

Sob outra perspectiva.




Passei o fim de semana "home alone"... MESMO!
A intenção era ir pra praia, mas a frente fria desanimou os amigos e resolvi ficar por aqui e acertar algumas coisas.
Cuidar do jardim, rastelar a grama, lixar as fabulosas caixas de laranja que comprei atrás do CEASA para fazer o móvel da cozinha. Comprar as lixas, papel higiênico, comida, suco, salada, aguaráz, sachê de cheirinho de bebê para o banheiro; e por fim fazer as unhas...
Devia ter ido a uma festa a fantasia no sábado a noite, era aniversário de duas amigas, mas o desgaste físico não me deixou acordar do cochilo estratégico pré-balada, uma pena. Tinha até separado meu vestido de paetê e uma máscara dessas de veneza como super modelito arrasador.
Ainda bem que não fui, depois tive uma cólica violenta. Ano passado fiz uma cirurgia para me previnir da esterilidade, e nesse ano, já menstruei 5 vezes. Sei que tem um período de adaptação, mas estou preocupada. A consulta com o médico é só no final desse mês, não adianta pedir pra adiantar pois preciso do resultado do meu ultrassom em mãos. Há uma fila imensa para fazer esse tipo de exame, com o profissional em que meu médico confia. O sistema público de saúde no Brasil deixa a desejar, paguei uma fortuna de médico particular, afinal é do meu útero que estou falando, da minha capacidade de gerar uma vida.
Também tenho que parar de fumar, pois cigarros e anticoncepcionais não combinam...
Essa semana que passou fiz foto de manteiga, entrevista com dono de marca líder, e até andei de helicóptero!!!
Ver a cidade lá de cima deixa a gente doido, a perspectiva é outra, tudo pequeniniiiiinho, parece uma maquete. Dá pra sentir uma sensação de impotência e ao mesmo tempo uma vontade quase inevitável de conhecer o mundo todo, tim tim por tim tim.
Viver outras coisas, conhecer outras culturas, nada me impede, e acima de tudo de vez em quando eu tenho vontade de sumir, voar pra bem longe daqui.
Europa? Quem sabe? Só o tempo dirá...

domingo, 7 de fevereiro de 2010

He's Just Not That Into You!...



CENÁRIO: Sábado a noite, churrasco na casa dos amigos, a galera ouvindo um som e falando bobagens rotineiras enquanto outros jogam videogame no super telão de sei lá quantas polegadas.
Katia chega com um saco de carvão na mão toda falante, pergunta para Sônia onde estava o gato.
Sônia tenta se explicar uma ou duas vezes tentando não parecer ridícula, afinal o que responder?
Sônia: "Não sei..."
Depois de alguns segundos de silêncio, a mesa vira um interrogatório, todo mundo tentando dar sua opinião. Dennis se aproveitando da situação oferece um "shot" de cachaça pra ela, diz que o negócio é conseguir relaxar pra conseguir enxergar os sinais.
Na sequência chega Marina da locadora super empolgada com um filme na mão.
Marina: "Gente! aluguei esse filme aqui ó! Todo mundo me falou que é super bacana. Vamos ver?"
Sônia: "Oba que legal, to querendo relaxar mesmo! Qual é o nome do filme?"
Marina: "Ele não está tão afim de vc..."
Mais um pouco de silêncio e a galera desanda a rir
Sônia: "Parece um sinal... Alguém tem um isqueiro? "
E acende um cigarro...

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Filhos do carnaval!


O mês de fevereiro passou! Junto com ele meu aniversário e mais o de muitas pessoas queridas.
Passou também o CARNAVAL! Ahhhh o Carnaval!
Sempre me incomodei um pouco com essa data, afinal eu nunca podia fazer uma festa só minha, tinha que dividir com todo mundo. Esse ano foi diferente, decidi compartilhar minha alegria e comemorei a semana toda. Fui abduzida por Trindade (RJ), que lugar fantástico! Até carnaval de rua em Parati rolou, com direito a " rebolation" o último hit do grupo Parangolé (rsrs). Fazia tempo que eu não me sentia tão bem nessa data tão especial, na qual em 2010 celebrei meus 33 anos.
Gostaria que estivessem comigo todos os meus parentes e amigos: os mais queridos, os mais distantes e inclusive os mais recentes! Aliás, os mais recentes não faltaram, estavam por lá comemorando comigo às 7:00hs da manhã da terça-feira de carnaval embaixo da " Pedra Que Engole". Faço questão de agradecer a presença: OBRIGADA, Liss!!!! Beiço e Gardenal, gente ponta firme é outra coisa! Obrigada a todos: Gra, Clement, Chihua, Dani, Shane, Sean, Shrek e Iara, simplesmente por estarem lá, vocês fizeram minha alegria, mesmo!!!!
Ainda recebi uma ligação surpresa da Suíça, chorei de alegria, de saudades! A primeira mensagem do dia também foi especial.
Quero aproveitar essa oportunidade para homenagear uma galera poderosa, forte, trabalhadora, de garra! Mamãe: a mulher mais fantástica que conheço! Papai: sem dúvida muito amado por todos nós! Fabi (a moça da foto! Maravilhosa não?): amiga querida e linda em todos os sentidos, que a vida trouxe na hora certa, cozinheira de mão cheia! Xenia: a mulher das mil e uma facetas, canta muuuuuuito! Bia: o maior coração do mundo! Olívia, Marcelo, Érico, Julinha e Francisco.
VOCÊS ARRASAM!!!!!
Amo muito tudo isso!
Obrigada meu DEUS por me fazer redescobrir a vida e por colocar cada um de vocês em meu caminho!!!!